Fundadores: Vitor Aleixo e Ricardo Tavares
Diretor: Vitor Aleixo
Chefe Redação: Ricardo Tavares
Ano: IX
Nº: 404

Taça Pedagógica de Benjamins - Futsal Voltar

Pela primeira vez na história da Associação de Futebol de Castelo Branco decorre uma competição oficial de Benjamins de forma regular e regulada designada por Taça Pedagógica. Este feito deve-se sobretudo ao trabalho desenvolvido pela AFCB e pelos clubes filiados que tem levado ao crescimento de atletas participantes nesta modalidade (já abordado numa crónica anterior). Centrando-me agora naquilo que é a competição, esta diverge de todas as outras, pois o resultado é o menos importante. Naquilo que é a parte pedagógica e o ensino da modalidade a jovens praticantes: fomentar o prazer da prática desportiva; preservar o objetivo de vitória, mas permitir ao jovem jogador demonstrar as suas capacidades e habilidades motoras; evitar a exclusão e o abandono desportivo; adaptar o futsal à criança e não a criança ao futsal do adulto.

Posto isto a classificação é realizada através da pontuação de determinados critérios que destaco: presença de um treinador com possibilidade de ser estagiário, um delegado ao jogo e um profissional de saúde; todos os jogadores serem utilizados num período de 20min; fair-play da equipa, do banco de suplentes e público; amostragem de cartão branco. Aliado a isto está a introdução de algumas regras que condicionam o jogo não permitindo fazer-se em determinados momentos um jogo formal de 5x5, saliento as seguintes: o guarda-redes não pode colocar a bola diretamente no ½ campo ofensivo e a equipa defensora só pode ter 2 elementos a defender nesse espaço, sendo que após a reposição podem entrar os restantes defensores; sempre que o jogo estiver com uma diferença igual ou superior a 3 golos, a equipa que se encontra a perder pode colocar mais um jogador (6x5) e se houver uma diferença igual ou superior a 5 golos a equipa que está a vencer deve retirar 1 jogador (6x4). Parece-me interessante a longo prazo avaliar os resultados desta competição, porque: a) privilegia os conteúdos a serem abordados neste escalão etário (princípios ofensivos: penetração e cobertura ofensiva; princípio defensivo: contenção) ao se manipular as estruturas numéricas em determinadas zonas do campo; b) valoriza fundamentos de jogo essenciais para estas idades pelo fato de acrescentar jogadores quando o resultado está desnivelado adequando assim o nível de desenvolvimento a cada equipa/atleta levando para segundo plano o ensinamento do jogo como um projeto coletivo muitas vezes preconizado pelos treinadores; c) leva a que os atletas tenham com eles profissionais de desporto e saúde garantindo qualidade no ensino da modalidade e segurança desportiva; d) fomento do fair-play dentro e fora de campo. No entanto, parece-me desajustado a regra em que se retira um jogador da equipa que está a vencer por 5 ou mais golos, com isto retiramos tempo de jogo aos jogadores da equipa que está a vencer.

Parabéns à AFCB pela implementação deste regulamento, mas agora é importante que todos os intervenientes mantenham rigor na aplicação deste regulamento para depois se avaliar os resultados deste formato competitivo. Um pequeno reparo à AFCB: alterar no seu site a forma como é atribuída a classificação desta Taça, pois as equipas estão escalonadas pelos resultados e não por todos os critérios supracitados, não sendo essa a ideia que se pretende exteriorizar.

- 10 Dez, 2019
- Dário Gaspar