Fundadores: Vitor Aleixo e Ricardo Tavares
Diretor: Vitor Aleixo
Chefe Redação: Ricardo Tavares
Ano: IX
Nº: 431

The Legendary Tigerman “partiu a loiça toda” Voltar

SONS À SEXTA: Edição de Fevereiro contou com o experiente músico português, que habituadíssimo a andar na estrada a promover o seu trabalho deu um espetáculo inesquecível perante uma plateia cheia para o receber e aplaudir

 

Esta sexta-feira a música voltou ao palco da Moagem, com mais uma edição de Sons à Sexta, depois de em Janeiro o concerto de Isaura ser cancelado (sabe-se agora que a artista enfrenta uma luta contra um cancro de mama, razão pela qual se afastou dos palcos). Desta vez, o artista escolhido foi The Legendary Tigerman, prova de que o palco fundanense se torna cada vez mais apetecível para cantores e grupos de renome no panorama musical português.

Paulo Furtado, nome verdadeiro do artista, já percorre estas andanças há mais de 20 anos, e deu um concerto inesquecível na Moagem, perante uma sala cheia e esgotada para o ouvir e que vibrou com ele do primeiro ao último minuto. O seu rock n’roll no estado mais puro e cru não deixou ninguém indiferente e a constante vibração e o frenesim incontrolável sentiu-se em todo o concerto, sendo que o artista teve sempre a plateia consigo e a sentir e aproveitar cada minuto do espetáculo. Essa simbiose artista-público foi evidente e deu aso a um concerto verdadeiramente memorável neste certame que começa a ser já um ponto de paragem obrigatório no calendário de eventos de música portuguesa de qualidade no nosso país. A cidade do Fundão foi aliás uma das onze sortudas em receber The Legendary Tigerman, já que esta tournée do cantor passará apenas por este número reduzido de palcos durante este ano, pelo menos segundo o que foi até agora confirmado.

É inegável a qualidade músical que os Sons à Sexta trazem ao Fundão e ao interior, sendo portanto um projeto que tem recebido rasgados elogios e que é de continuidade inevitável e obrigatória, tendo o sólido apoio da Antena 3.

- 11 fev, 2020
- Fernando Gil Teixeira