Fundadores: Vitor Aleixo e Ricardo Tavares
Diretor: Vitor Aleixo
Chefe Redação: Ricardo Tavares
Ano: IX
Nº: 421

Rotas Beirãs: Nata Lisboa, a modernidade mora no coração da cidade Voltar

No edifício da Câmara Municipal da Covilhã, bem no coração da cidade e da sua zona histórica, situa-se o Nata Lisboa, o sítio ideal para estar sentado na esplanada e admirar a agitação do centro da Covilhã numa das zonas de mais movimento da cidade, para quem gosta desse lado mais urbano das cidades da nossa região, principalmente a cidade da Covilhã que em época de aulas universitárias ganha um alma bem distinta e caraterística.

Mesmo no Inverno é um dos locais que mais aconselho para tomar café ou um bom chocolate quente que nos aqueça a alma e o corpo nos dias mais frios, mesmo já depois do cair da noite. O espaço acolhedor e confortável apela a que permaneçamos muito tempo por lá, assim como os vários produtos que existem à nossa disposição. Mas a personagem principal do espaço não podia deixar de ser aquela que lhe dá o nome: o pastel de nata. Sempre a sair do forno, muitas vezes ainda bem quentes para quem os prefere dessa forma, são estes que atraem muitas pessoas ao Nata Lisboa, já que diz quem os provou (nos quais me incluo) que é complicado encontrar melhor nas redondezas, tão autênticos e saborosos. Além disso, também os menus e refeições personalizadas são de muito elogio: as saladas, os menus de pequeno-almoço para quem gosta de começar o dia com uma refeição mais completa, os pregos no pão deliciosos acompanhados de um molho de mostarda ímpar… Muitas são as opções para quem gosta de boa comida, feita de maneira moderna e com muito bom gosto.

O Nata Lisboa é um espaço onde se cruzam as várias gerações da cidade da Covilhã. É por isso um bom local para se medir o pulso e a alma desta cidade que é tão nossa. E é por isso que o Nata Lisboa é também ele já um pouco de todos os covilhanenses.

Em época de distanciamento social, é bom saber que haverá sempre sítios como este que nos juntarão no futuro.

- 31 mar, 2020
- Fernando Gil Teixeira