Fundadores: Vitor Aleixo e Ricardo Tavares
Diretor: Vitor Aleixo
Chefe Redação: Ricardo Tavares
Ano: IX
Nº: 426

EDITORIAL: O Jornalismo tem que ser firme e uma «arma forte» contra os extremismos Voltar

Sempre utilizei este espaço do Jornal para defender os interesses da região, da cidade e do concelho da Covilhã, tal como das suas comunidades. No entanto hoje vou mudar um pouco o paradigma para fazer um esclarecimento que entendo ser oportuno, até porque visa defender o Serviço Público que este Semanário tem realizado ao longo dos últimos nove anos.

Fui alertado há uns dias de que andava por aí um movimento «facebookiano» que fazia bandeira de uma notícia deste Jornal para o denegrir a si e aos seus profissionais. Relacionava-se com o facto do presidente da autarquia da Covilhã ir encetar negociações com o parceiro privado da AdC para baixar o preço do saneamento. O mesmo texto era acompanhado por uma fotografia de Vítor Pereira que constava nos arquivos do Jornal. Tal notícia despoletou discussão e insinuações graves sobre a credibilidade deste Semanário. Sobre esta questão vou tecer algumas considerações:

- Estes movimentos e comentários de Facebook são perigosos, até porque estamos a cerca de um ano das eleições autárquicas, e o seu objetivo é puramente «tapar o sol com a peneira», querendo descredibilizar o Jornal e os seus Profissionais pelos erros que a oposição (ou falta dela) têm cometido ao longo destes anos. O trabalho dos jornais não é apenas e só fiscalizar o trabalho das autarquias e juntas de freguesia, mas também da oposição, aqui temo-lo feito, por isso estamos a ser confrontados com críticas sem fundamento, por pessoas que não têm, nem nunca tiveram formação em jornalismo. Ao longo dos anos tenho defendido que o Jornalismo deve ser praticado por Jornalistas, como a Medicina deve ser exercida pro Médicos e a Advocacia por Advogados;

- Em segundo lugar quero reafirmar que a notícia em causa cumpre todas as regras do Código Deontológico dos Jornalistas (quem o conhece sabe disso), mas vou-me abster de dar qualquer lição desse âmbito, porque quem é profissional da área conhece o seu Código de Conduta, e neste caso isso é o que interessa;

- Sobre a isenção do Jornal, essa nunca pode ser colocada em causa, até porque basta consultar os nossos arquivos para observar que neste Semanário escrevem pessoas da esquerda, de direita, do centro, da Cultura, da Política e do Desporto. Aliás o Jornal é tão isento que muitos dos críticos de agora (porque lhes convém), já aqui escreveram artigos de opinião ou deram entrevistas (curioso); No entanto percebo este «burbinho» em torno do Jornal Fórum Covilhã, é que em nove anos alcançámos um público que nos é fiel, leitores que respeitam o nosso trabalho e o que publicamos tem credibilidade e escrutínio positivo por parte dos Leitores, isso como Diretor é o que me interessa;

- Por último esclarecer uma situação (nem era necessário, porque o nosso trabalho fala por nós). O Jornal Fórum Covilhã não é de esquerda, nem de direita, nem do centro, nem de qualquer espectro político que alguns «profetas da desgraça» nos querem colar. O Jornal Fórum Covilhã é dos Leitores, das Pessoas, das Comunidades, não tentem colar-nos àquilo que não somos. Somos pela Verdade, pelo Rigor, e estas críticas de quem é «comentador de bancada» por detrás de um perfil de facebook, apenas e só nos dão força para continuarmos a fazer o nosso trabalho e a informar as pessoas. A quem nos critica deixamos um conselho: façam o vosso trabalho, uma oposição construtiva e com ideias, sem insultos e insinuações, com elevação. Nós temos feito um trabalho limpo, sem esquemas e com o escrutínio dos leitores, a prova é que temos a sua confiança!

Contem Sempre Connosco!

 

- 16 jun, 2020
- Vítor Aleixo