Fundadores: Vitor Aleixo e Ricardo Tavares
Diretor: Vitor Aleixo
Chefe Redação: Ricardo Tavares
Ano: IX
Nº: 414

Moda que é moda: Grammy´s 2020 Voltar

Por Tiago Matos, finalista em Design de Moda pela Universidade da Beira Interior

 

No passado dia 26 de janeiro, decorreu a 62ª cerimónia de entrega dos prémios Grammy que premeia a indústria musical. A cerimónia contou com várias presenças e atuações, entre elas Lizzo (vencedora de um grammy por “Melhor Performance Solo” e das mais nomeadas da noite), Lil Nas X, Jonas Brothers, Ariana Grande, Billie Eilish, entre outros. Billie Eilish foi mesmo o nome da noite pois, para além de performer foi vencedora de oito grammy´s e ainda destronou o recorde anterior de Taylor Swift, de artista mais nova a vencer “Albúm do Ano”, já que tem apenas 18 anos de idade. Demi Lovato foi também destaque pois foi a estreia tanto sua em palco após o seu incidente, como estreia absoluta ao vivo do seu novo single “Anyone”. Foi uma noite marcada por muita música, regressos, várias homenagens ao falecido atleta Kobe Bryant e claro, como não podia faltar, moda.

Apesar de a cerimónia ser sobre música, a moda é complemento direto da mesma. Como é óbvio, não podia deixar passar a red carpet em vão, mesmo a cerimónia tendo um tom sombrio e pesado devido ao sucedido nessa mesma tarde a Kobe Bryant e à sua filha.

Começando por Ariana Grande que, apesar de nenhum prémio em várias nomeações, ganhou a red carpet com os seus dois looks. A artista apareceu primeiro com um vestido cinza de várias camadas em tule (o meu favorito da noite) e optou depois, para assistir a cerimónia, por um vestido verde-escuro com luvas, evocando a sua Audrey Hepburn interior. Lizzo foi para mim das grandes surpresas nesta red carpet, usando um vestido branco sem costas e decotado com uma racha lateral e como toque final um manto em pêlo branco (espero que falso) aos cotovelos, mostrando atitude e presença como uma verdadeira diva e mostrando que pessoas “gordinhas” podem usar a cor que querem e não só o preto para as “favorecer”, logo sim é uma “bad girl” como se autointitula. Destaque também para Nick Jonas e o seu fato dourado brilhante que impressionou pela diferença e classe, Billie Eilish pelo seu outfit distinto e invulgar (como sempre) de tons pretos e esverdeados a combinar com o cabelo, Demi pelo seu vestido branco de cauda ao qual juntou um cinto para vincar o decote, e também Shawn Mendes, Dua Lipa, Bebe Rehxa e Chrissy Teigen (esta que acertou mais uma red carpet com o seu vestido laranja de decote e ombreiras arrojadas assim como a racha lateral).

Mas existe sempre alguém que não está a altura, como foi o caso do artista nomeado a “Melhor Artitsta Revelação”, Lil Nas X, que para mim foi o pior vestido da cerimónia com o seu casaco e calças de cabedal todas em rosa choque, assim como os respetivos acessórios, nomeadamente o seu característico chapéu de cowboy. Outras celebridades que falharam foram Usher, que usou um hoddie para uma red carpet, o que não acho apropriado para a situação, Dj Called e os seus Jordan´s  (marca de ténis) e Blake Shelton que não esteve à altura do seu par (Gwen Stefani) e decidiu levar jeans.

E acabo assim a época de entrega de prémios. E para vocês de todas as cerimónias, qual foi a que preferiram?

- 25 Fev, 2020
- Tiago Matos