Fundadores: Vitor Aleixo e Ricardo Tavares
Diretor: Vitor Aleixo
Chefe Redação: Ricardo Tavares
Ano: IX
Nº: 441

PSD do Fundão responde a comunicado da concelhia do PS Voltar

O Partido Social Democrata fundanense, em comunicado, responde ao comunicado anterior da concelhia do PS do Fundão, referindo que tal comunicado é uma tentativa "de prova de vida" da deputada Joana Bento e da "atividade política dos seus eleitos à Assembleia da República".  considera que se resume “a supostas três ações, que evidenciam bem o quanto o Fundão pode contar os seus eleitos no Parlamento”, acrescentando que “diz o PS do Fundão que os Deputados do Distrito eleitos pelo Partido Socialista se bateram pela criação de apoios aos produtores de cereja na sequência das fortes intempéries que assolaram o Fundão. Só mesmo a falta de vergonha poderia levar o Partido Socialista a orgulhar-se dos apoios verdadeiramente humilhantes que o Governo concedeu no seguimento da tragédia que se abateu junto dos produtores de cereja, cuja tragédia fez com que alguns produtores perdessem a totalidade da sua produção”.

O segundo ponto que o Partido Social Democrata refere é “só a mesma falta de vergonha poderia levar o Partido Socialista do Fundão a vir falar da transferência dos militares da GNR de Alpedrinha para o novo Posto”.

“A interferência política da Dra. Joana Bento coloca não só o Partido Socialista como o grande responsável por este incompreensível atraso como vem demonstrar que as razões desta delonga eram políticas e não técnicas como ela sempre quis fazer crer. Como tal o Partido Socialista do Fundão deve explicações aos fundanenses em geral, e aos alpetrenienses em particular”, diz o PSD.

O terceiro ponto que o PSD refere é que “quanto ao enorme feito político que o Partido Socialista diz ter conseguido ao fazer um requerimento para criar limites à emissão de novas licenças de exploração de centrais de biomassa, o Fundão desconhece se está em curso alguma proposta para a instalação de uma nova central”, referindo ainda que “só mesmo o Partido Socialista e o Governo poderão responder, porque é ao Governo que cabe a atribuição de licenças de exploração”.

O Partido Socialista fala de uma aposta desmesurada em empresas das novas tecnologias e uma vez que mais de 60% dos apoios concedidos são a empresas e investidores locais só o PSD do Fundão conclui que o Partido Socialista é contra o desenvolvimento do Fundão nos atuais moldes, contrariamente ao que pensa o Governo que colocou o Fundão no coração da estratégia de recuperação de Portugal 20-30, como um dos locais cruciais para o desenvolvimento de uma rede de cidades tecnológicas em Portugal com forte ligação a Espanha”, conclui o PSD.

- 25 set, 2020
- Helena Esteves