Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso websiteAo navegar com os cookies ativos consente a sua utiliza

Fundadores: Vitor Aleixo e Ricardo Tavares
Diretor: Vitor Aleixo
Chefe Redação: Ricardo Tavares
Ano: VI
Nº: 303

Banda da Covilhã: Um projeto musical, cultural e social Voltar

A Banda da Covilhã comemora a 1 de dezembro 72 anos. A coletividades covilhanense que conta com cerca de 900 associados desenvolve durante todo o ano diversas atividades, formando também novos músicos.

“A Banda da Covilhã é uma instituição de Utilidade Pública que nos últimos anos tem vindo a desempenhar um papel fundamental no campo da música e outras áreas na Covilhã e na região. Caso único no panorama nacional, afirma-se pela qualidade, criatividade e inovação dos seus projetos, muitos deles inéditos”, refere o seu presidente.

Eduardo Cavaco afirma ainda que “apesar das dificuldades, temos sabido gerir a captação de fundos europeus, com por exemplo a recente renovação da sua sede social onde foram investidos mais de 300 mil euros, a dinamização do centro histórico com concertos, outras atividades como os santos populares e o Festival da Cherovia, ao mesmo tempo que aposta tudo na formação de novos instrumentistas”.

O responsável salienta ainda que a coletividade tem recebido sempre o carinho “do público covilhanense”. “Hoje a Covilhã agradece e acarinha a sua banda, prova dada pelos concertos com salas cheias, atividades sempre com muito público. Mais importante ainda, é o trabalho social com bolsas de estudo, o empréstimo gratuito de instrumentos musicais, a descoberta de vocações, a promoção da música, das tradições e da gastronomia. Um projeto que merece todo o apoio”, afirma.

Programa Das Comemorações dos 72 anos da Banda da Covilhã

Na quinta-feira, dia 1 de dezembro têm início das comemorações do 72º aniversário da reorganização. Pelas 10,30 horas haverá uma romagem e homenagem que decorre no cemitério municipal da Covilhã, deposição de uma coroa de flores e interpretação do hino da restauração. Às 11,30 horas na sede da Banda da Covilhã terá lugar o içar da bandeira e a Sessão Solene com a tomada de posse dos membros da AJOMI, entregas de diplomas de reconhecimentos e inauguração das fotografias dos maestros que dirigiram a Banda da Covilhã nos últimos 10 anos: Eduardo Cavaco, Elmano Pereira e Luís Clemente. Pelas 12,45 horas realiza-se a inauguração do Pavilhão da Música; e às 13 horas o almoço de aniversário, e o batismo dos novos músicos acontece na parte da tarde.

Na sexta-feira, dia 2 é o dia aberto à comunidade escolar com demonstrações e oficinas, das 10 às 17 horas, mediante inscrições.

No sábado, dia 3 realiza-se o Concerto de Gala, pelas 21,30 horas no Teatro Municipal da Covilhã com os maestros Simão Francisco e Paulo Mota, convidado especial Carlos Cardoso, tenor.

Domingo, dia 4 é o encerramento das festividades, com Missa de Sufrágio e ação de graças pelas 10 horas na Igreja de São Francisco.

Banda tem entrada de 15 novos músicos e inaugura Pavilhão da Música

 A Banda da Covilhã diz ainda congratular-se “de poder anunciar a entrada de 15 novos músicos, jovens da nossa comunidade covilhanense que passam a integrar a banda a partir do dia 1 de dezembro”. “Facto inédito, e que representa 30% do atual corpo de 50 músicos que constituem a Banda da Covilhã. Este é o resultado de uma luta incansável e sem fim, de uma aposta muito forte por parte da direção nos últimos anos na formação com o lançamento da Academia de Música da Banda da Covilhã, e de um projeto pedagógico consolidado, estruturado e tendo por base o gosto pela música, desde os alunos, ao corpo de dez professores que sete dias por semana acompanham os seus alunos. Ao mesmo tempo lança o apelo para donativos para as fardas destes jovens”, refere Eduardo Cavaco.

Por outro lado, a conclusão do Pavilhão da Música, um espaço amplo com 200 metros quadrados, que “irá dar todo o conforto e inspiração às várias orquestras e formações musicais, outro tipo de atividades culturais/recreativas, e que representa um esforço acrescido em complemento à renovação do edifício histórico, inaugurado em 3 de maio de 2015”. 

AJOMI e Agenda Cultural

No âmbito das comemorações terá lugar a tomada de posse na Sessão Solene dos membros da mais recente criada associação da Covilhã, a AJOMI – Associação Juvenil Onde a Música nos Inspira, promovida pela Banda da Covilhã e que tem por finalidade promover as artes, atividades culturais com destaque para a música. Ao mesmo tempo a Banda espera contribuir para promover o associativismo juvenil como escola de formação de cidadania.

Outra das novidades é o lançamento da sua agenda cultural, um documento onde se encontra a programação cultural própria da Banda da Covilhã, da Academia de Música da Banda da Covilhã, do seu serviço educativo e outras atividades onde participa terão destaque. Tem periocidade bimensal e irá funcionar como promotora das várias atividades culturais, bem como potenciar novas criações e novos públicos. Para 2017 está previsto um ciclo de música de câmara, ciclo de jazz e blues, encontro e workshops de metais, percussão e madeiras, festival internacional de cinema, e ainda mais atividades a agendar.

Banda da Covilhã em Números:

Nº de Sócios – 900

Nº de Músicos – 50

Nº de Professores – 10

Nº de Alunos na Academia – 70

Atividades/Projetos durante o ano 2016 – 1 por semana

Serviço Educativo – Música para Bebés, Oficinas e Férias Dó-Ré-Mi

Outras Atividades – Pré-Ballet, Danças Latinas, Capoeira, Sevilhanas e Flamengo

- 29 Nov, 2016
- Vítor Aleixo