Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso websiteAo navegar com os cookies ativos consente a sua utiliza

Fundadores: Vitor Aleixo e Ricardo Tavares
Diretor: Vitor Aleixo
Chefe Redação: Ricardo Tavares
Ano: VI
Nº: 303

O capitão Zezinho veste agora de branco Voltar

O Complexo Desportivo da Covilhã recebe dia 18 de janeiro, às 18h30, os quartos-de-final da Taça de Portugal entre Sporting da Covilhã e Vitória Sport Club. Eduardo Castro, mais conhecido por Zezinho no mundo do futebol, é um dos nomes que une os serranos ao clube de Guimarães.

Natural de Guimarães, Zezinho fez formação no Vitória Sport Club, onde chegou a integrar a equipa principal, em 2005, mas foi de leão ao peito, entre 2009 e 2012, que fez as épocas mais regulares da carreira. “Foram três anos muito bons no Sporting da Covilhã, onde me adaptei bem à cidade e sempre senti o carinho dos adeptos. Cheguei a ser capitão de equipa e agradeço ao clube a confiança que sempre depositou em mim”, afirmou o ex-defesa, de 33 anos, ao jornal fórum Covilhã.

Depois de terminar a carreira no Tirsense, Zezinho assumiu o comando técnico dos iniciados B do Vitória e é com naturalidade que revela um sentimento especial pelo emblema da cidade berço. “Entrei com 8 anos e foi lá que fiz a minha formação. Acabei por assinar contrato profissional, mas faltou aquela pontinha de sorte para continuar no Vitória. Sinto-me um adepto vitoriano fervoroso, pois apesar de ser um clube bairrista tem uma grande dimensão a nível nacional”, assumiu o ex-lateral direito, que adianta também por quem vai torcer no jogo da Taça de Portugal. “Espero um excelente jogo de futebol entre duas equipas que me dizem muito. Apesar do carinho que tenho pelo Sporting da Covilhã e pelos seus adeptos, é pelo Vitória que o meu coração bate mais forte”, explicou o ex-capitão dos serranos.

Apesar do apoio incondicional ao clube que o viu nascer para o futebol, Zezinho não espera facilidades na Covilhã, demonstrando algum receio nestes jogos a eliminar.  “Na Taça de Portugal as equipas consideradas inferiores têm tendência a crescer, o que ajuda a perceber o tal equilíbrio entre equipas de escalões diferentes. Na Covilhã, os adeptos também vão ter um papel importante no sucesso que a equipa pode ter”, concluiu o atual treinador dos iniciados B do Vitória.

ÚLTIMOS 5 JOGOS NA COVILHÃ
Sp. Covilhã   2-1     Vitória           (I Divisão 1960/1961)
Sp. Covilhã   4-2     Vitória           (I Divisão 1961/1962)
Sp. Covilhã   0-2     Vitória           (Taça de Portugal 1962/1963)
Sp. Covilhã   0-0     Vitória           (I Divisão 1985/1986)
Sp. Covilhã   1-2     Vitória           (I Divisão 1987/1988)

O Sporting da Covilhã leva uma boa vantagem nos confrontos caseiros com o Vitória Sport Club. Em 18 jogos realizados na cidade covilhanense, os serranos conseguiram vencer 14, perdendo apenas duas partidas. Um histórico favorável, apesar dos resultados menos positivos obtidos nos últimos encontros com o clube de Guimarães.

Amauri foi o herói da última passagem às meias-finais

Na última vez que o Sporting da Covilhã chegou aos quartos-de-final da Taça de Portugal, em 1985, Amauri foi o herói da partida ao marcar o único golo da vitória sobre o Marítimo, num jogo disputado no Estádio do Fontelo, em Viseu. “É um jogo que ainda permanece na memória. Na altura já tinhamos eliminado o Paços de Ferreira, o Penafiel e o Gil Vicente e queriamos continuar a fazer história. Foi muito bonito ver tantos adeptos do Covilhã num estádio que não era o seu”, recordou o ex-avançado brasileiro, de 60 anos, ao jornal fórum Covilhã. Para o próximo jogo diante do Vitória, Amauri deixou alguns conselhos ao plantel do Sporting da Covilhã para conseguirem imitar o ano de 1985. “Se quiserem fazer história têm de mostrar muita entrega e lutar por cada lance como se fosse o último. As equipas pequenas não têm nada a perder e nesta fase a pressão está toda do outro lado”, afirmou.

ÚLTIMOS 5 JOGOS DO SP. DA COVILHÃ NOS QUARTOS-DE-FINAL
Sp. Covilhã   3-1     Sc. Braga    (1948/1949)
Benfica          9-2     Sp. Covilhã (1951/1952)*
Vitória           5-4     Sp. Covilhã (1952/1953)*
Porto            1-3     Sp. Covilhã (1956/1957)*
Sp. Covilhã   1-0     Marítimo    (1984/1985)

*Eliminatórias a duas mãos (casa e fora)

O Sporting da Covilhã chega pela 6ª vez aos quartos-de-final da Taça de Portugal. Em cinco presenças nesta fase eliminatória os leões da serra contam com três passagens às meias-finais, ficando duas vezes pelo caminho. Apesar de terem sido eliminados em duas ocasiões, os serranos nunca perderam nenhum jogo em casa nos quartos-de-final, contabilizando um triunfo com o emblema de Guimarães e um empate com o Benfica nas duas eliminatórias em que foram afastados.

- 09 Jan, 2017
- Bruno Silveira