Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso websiteAo navegar com os cookies ativos consente a sua utiliza

Fundadores: Vitor Aleixo e Ricardo Tavares
Diretor: Vitor Aleixo
Chefe Redação: Ricardo Tavares
Ano: VII
Nº: 356

Projeto Associativo Voltar

Ajudar quem mais precisa, dar resposta aos desafios que vão surgindo por parte da comunidade hospitalar e de utentes, bem como dos próprios voluntários. Falamos assim da criação do projeto «+ Ativo + Solidário», uma iniciativa que tem vindo a ser desenvolvido pela Liga dos Amigos do Centro Hospitalar Cova da Beira (LACHCB), que teve início em outubro de 2016 e que surgiu na sequência de determinadas ações desenvolvidas pelo voluntariado hospitalar, nomeadamente da amenização de espaços hospitalares e a realização de trabalhos manuais para oferecer aos doentes com o propósito de assinalar dias significativos, sendo que é um projeto que surge também no âmbito de complementar o exercício de voluntariado, e integrar voluntários da saúde que por diversas circunstâncias se vêm impossibilitados de desenvolver a sua atividade junto dos doentes, e acolher cidadãos com a pretensão de integrar um grupo de voluntariado social.

O projeto «+ Ativo + Solidário» conta com uma equipa de voluntárias responsáveis pela idealização e concretização de trabalhos manuais alusivos a dias como o Natal, Dia Mundial do Doente, Dia Mundial da Criança, Dia da Literatura Infantil entre muitos outros. Trabalhos que são entregues a doentes ou que servem muitas vezes para decorações que são colocadas no hospital com o intuito de tornar o ambiente mais acolhedor e humanizado.  A equipa que integra o projeto solidário enriquece também outro projeto, o «Miminhos do Bebé», que tem o propósito de chegar às famílias mais carenciadas, oferecendo assim enxovais aos bebés recém-nascidos no hospital.

O Coordenador do Voluntariado Hospitalar da Liga dos Amigos do Centro Hospitalar da Cova da Beira, Nuno Miguel Abreu, afirma que este projeto tem “sempre a intenção de ajuda e otimização dos serviços prestados à comunidade”. “O projeto desenvolvido pela Liga dos Amigos do Centro Hospitalar Cova da Beira recorre a uma angariação de fundos com objetivo de adquirir equipamentos, que ajudam a humanizar a permanência dos utentes no hospital, um exemplo que resultou da angariação, são os televisores que o projeto conseguiu oferecer ao Serviço de Pediatria do Hospital”, explica o responsável.

Terças e quartas-feiras são os dias marcados nas agendas das 20 voluntárias que estão envolvidas no projeto, o encontro fica marcado na associação dos fundadores do projeto, a Liga dos Amigos, onde são idealizados e desenvolvidos os trabalhos, que por vezes quando os desafios são mais exigentes e existe uma necessidade de elaborar um maior número de trabalhos, “existe uma ajuda por parte de algumas voluntárias da área hospitalar”, e também “um grande contributo por parte do grupo «Clube da Agulha» de Peraboa que oferece e disponibiliza ao projeto diversos artigos para que seja possível uma maior eficácia e uma maior resposta aos objetivos que são estabelecidos”.

“Em época de compaixão e de espírito de entreajuda, em que surgem as primeiras decorações, é uma época que enche mais o coração das voluntárias do projeto que se ocupam maioritariamente em aquecer e aconchegar os corações dos utentes do Centro Hospitalar, através da realização de decorações de Natal que espalham por todo o Hospital e da oferta de uma pequena lembrança que é oferecida aos utentes internados, dias antes do dia de Natal, de modo a tornar melhor a sua quadra natalícia. Mas não é apenas a época do «frio lá fora, calor cá dentro» que o projeto realiza, «Sentir a Primavera» é uma forma que a Liga dos Amigos do Centro Hospitalar realiza de modo a assinalar a estação da Primavera, bem como o «Viver a Páscoa» na altura da Páscoa”, refere.

Além do projeto «+ Ativo + Solidário», a Liga dos Amigos do Centro Hospitalar da Cova da Beira tem outros projetos na sua bagagem, todos idealizados de maneira a suprir diferentes necessidades, de forma a tornar a associação abrangente e multidimensional, dentro aquilo que é a missão para a qual trabalham. “A nível de voluntariado os mesmos desenvolvem-se atividades na Consulta Externa, através da distribuição gratuita de alimentos e apoio anímico e pisco emocional aos utentes, sendo que também se presta acolhimento e encaminhamento personalizado aos utentes e familiares, acompanhando-os e orientando-os consoante as suas necessidades”, explica Nuno Abreu.

«Biblioteca do Utente» é outro dos projetos que tem como objetivo “levar até aos doentes e familiares nos diversos serviços de internamento, livros, revistas, jogos e também a vontade que cada voluntário carrega consigo para escutar e conversar com os utentes”.

Também com o intuito de prestar um apoio mais contínuo e personalizado aos doentes com visitas menos frequentes existe o projeto «+ Próximo». A associação que visa sempre proporcionar as melhores condições para utentes e familiares, integra também o projeto «Canto da Cigarra», situado no átrio do hospital Pêro da Covilhã, um espaço que “está destinado a crianças com idades inferiores a 12 anos de idade, que não podem visitar familiares ou amigos internados”, contando ainda também com projetos como «Oferecer Sorrisos» que trabalha com os idosos institucionalizados em residências seniores, e a existência do «Jornal Sorriso» que “é elaborado pelos voluntários e que “visa a promoção e divulgação das atividades do Centro Hospitalar”.

A criação deste género de projetos e em destaque o «+ Ativo + Solidário» são iniciativas que os utentes e familiares podem contar por parte da Liga dos Amigos do Centro Hospitalar Cova da Beira, que “procuram sempre proporcionar a quem mais precisa de um pequeno gesto e de uma pequena ação para que vejam a vida pintada de todas as cores”.

 

- 27 Nov, 2018
- Rita Mateus