Fundadores: Vitor Aleixo e Ricardo Tavares
Diretor: Vitor Aleixo
Chefe Redação: Ricardo Tavares
Ano: VII
Nº: 397

Projeto «Cultura em Rede» promove espetáculos nos 15 concelhos da CIMBSE Voltar

CULTURA. A Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIMBSE) realiza, pelo segundo ano consecutivo, o projeto «Cultura em Rede» que promove espetáculos nos 15 municípios desta Comunidade Intermunicipal

A iniciativa começou, no sábado, com o espetáculo de teatro «Viagens», no Largo Serpa Pinto, na vila de Figueira de Castelo Rodrigo e contou “com a participação de voluntários do concelho, que participaram em residências artísticas conduzidas por artistas regionais e companhias contratadas”.

A praça Dom Dinis, em Trancoso, será o segundo espaço a receber a produção teatral, no dia 13, o mesmo dia em que tem lugar o primeiro espetáculo de dança «A mão, o animal e o mistério», no castelo de Belmonte.

O primeiro espetáculo de música «Sintonias Serranas» realiza-se em Seia, no dia 18, no Largo do município daquela cidade.

O projeto «Cultura em Rede» estende-se até ao dia 10 de agosto e inclui a realização de espetáculos de teatro, música e dança nos 15 concelhos que integram a região da CIMBSE.

“Todos os programas incluem a participação de voluntários locais de todas as idades, que colaboram na animação dos centros históricos e urbanos da região”, nota o comunicado.

Os restantes espetáculos realizam-se em Pinhel (dia 20 de julho, teatro, no jardim 5 de Outubro), Fornos de Algodres (20, música, praia fluvial da Ponte de Juncais), Sabugal (21, dança, castelo), Manteigas (26, música, cobertura da Praça Municipal), Almeida (27, teatro, Picadeiro D´el Rey), Guarda (28, dança, traseiras da Sé), Covilhã (03 de agosto, dança, largo do Calvário), Celorico da Beira (03, música, praça de Santa Maria), Gouveia (08, música, praça do Município), Fundão (10, dança, largo do Calvário) e Mêda (10, teatro, praça da Casa da Cultura).

O projeto «Cultura em Rede» da CIMBSE foi lançado em 2018 e, para além dos espetáculos de teatro, música e dança, inclui uma rota de visitas guiadas encenadas, focadas na cultura e história do território de forma contemplativa e interativa.

 

- 09 Jul, 2019
- Ricardo Tavares