Fundadores: Vitor Aleixo e Ricardo Tavares
Diretor: Vitor Aleixo
Chefe Redação: Ricardo Tavares
Ano: VII
Nº: 399

“You Can’t Win, Charlie Brown” esgotou Moagem Voltar

MÚSICA: Depois de uma pausa de Verão e de Samuel Úria, os Sons à Sexta continuam com grandes apostas e desta vez subiram ao palco os “You Can’t Win, Charlie Brown”, que esgotaram novamente a sala da Moagem neste formato de sucesso

Na passada sexta-feira, pelas 22:30, a sala da Moagem, completamente esgotada nessa mesma tarde, recebeu os “You Can’t Win, Charlie Brown”, para mais uma edição dos Sons à Sexta, neste concerto que faz parte também das celebrações do décimo aniversário desta ainda jovem banda portuguesa, mas que já vai acumulando muita experiência e muitos palcos nos últimos anos.

A banda surgiu exatamente há 10 anos, quando a sua música “Sad Song” fez parte da colectânea da FNAC “Novos Talentos FNAC”, que foi o pontapé de saída para o EP lançado logo no ano seguinte. Foi exatamente com este tema que a banda fechou o concerto no Fundão, num momento incrível e verdadeiramente inesquecível para os presentes, quando a banda e o público cantaram em uníssono e a alto e bom som esta música mesmo em tom de despedida. Daqueles momentos para mais tarde recordar e que deixou o grupo claramente comovido com a adesão por parte dos espectadores, que no fim se levantaram e aplaudiram de forma eloquente. O concerto foi novamente um sucesso, pese embora seja uma banda que não aposta tanto na comunicação com o público, ao contrário de outras que têm passado por este palco intimista da Moagem.

A banda é composta por Afonso Cabral, Salvador Menezes, Tomás Sousa, João Gil e David Santos a tempo inteiro, contando também no palco com Pedro Branco, este que é também guitarrista do reconhecido Tiago Bettencourt. Em conjunto lançaram três álbuns, embora todos eles participem em outros projectos musicais distintos para além desta “casa comum” que partilham. João Gil, por exemplo, integrava também os recém-retirados Diabos na Cruz (terminaram a carreira pelo menos por agora nos Chocalhos, também no Fundão) e o vocalista Afonso Cabral já se lançou também a solo.

Seguem-se agora os Paraguaii em Novembro, banda portuguesa proveniente de Guimarães também a dar cartas na música alternativa do nosso país e que tem estado presente em grandes palcos nacionais.

 


- 22 Out, 2019
- Fernando Gil Teixeira