Fundadores: Vitor Aleixo e Ricardo Tavares
Diretor: Vitor Aleixo
Chefe Redação: Ricardo Tavares
Ano: VII
Nº: 396

CHUCB realizou simulacro Voltar

TESTE. Para além da capacidade de resposta ao nível da evacuação das vítimas e extinção do fogo, foi ainda testada a acessibilidade e mobilidade das viaturas dos bombeiros nas vias de circulação internas e perímetro de estacionamento do Hospital Pêro da Covilhã, a regulação do trânsito pelas entidades competentes, bem como a proibição de passagem de visitas e colaboradores para a área do incêndio

Testar e treinar as várias equipas com responsabilidades no Plano de Emergência Interna Hospitalar, no âmbito dos procedimentos de alarme, socorro, salvamento e comunicação, e ainda, a articulação do Hospital com os agentes de Proteção e Segurança externos, foram os objectivos centrais do simulacro, que decorreu ontem, dia 30 de outubro no Centro Hospitalar Universitário Cova da Beira

O exercício que teve como cenário um foco de incêndio no Serviço de Cirurgia 1 - área de internamento, implicou o manuseamento de equipamentos de primeira intervenção, a evacuação de doentes, visitas e colaboradores e contou ainda com a existência de uma paragem cardio-respiratória (PCR), desenvolvida por parte de um utente fictício durante a operação de evacuação, tendo esta servido também para avaliar a resposta da Equipa de Emergência Médica Intra-Hospitalar de Adultos.

Para além da capacidade de resposta ao nível da evacuação das vítimas e extinção do fogo, foi ainda testada a acessibilidade e mobilidade das viaturas dos bombeiros nas vias de circulação internas e perímetro de estacionamento do Hospital Pêro da Covilhã, a regulação do trânsito pelas entidades competentes, bem como a proibição de passagem de visitas e colaboradores para a área do incêndio.

Na reunião de avaliação que teve lugar no final do simulacro, e no qual participaram todas as entidades envolvidas, foram identificados os aspectos menos positivos detectados na operacionalização do Plano de Emergência Interno do Hospital e especialmente evidenciada a boa coordenação interna das equipas de segurança hospitalares e a boa articulação existente entre o Hospital e as Forças de Proteção e Segurança Externas: Bombeiros Voluntários da Covilhã, Guarda Nacional Republicana, Polícia de Segurança Pública, Proteção Civil Municipal e Comando Distrital de Operações e Socorro.

 

- 05 Nov, 2019
- Vitor Aleixo