Fundadores: Vitor Aleixo e Ricardo Tavares
Diretor: Vitor Aleixo
Chefe Redação: Ricardo Tavares
Ano: VII
Nº: 399

Rotas Beirãs: O nosso Museu do Queijo Voltar

O Museu do Queijo, único na nossa região, está localizado na freguesia de Peraboa, sendo que muitos covilhanenses ainda não ouviram falar nele, ou pelo menos nunca o visitaram, embora este esconda de facto muitos segredos sobre aquele que é considerado um dos melhores queijos do mundo inteiro: o nosso Queijo da Serra. Este museu, inaugurado em 2011, dá a conhecer aos seus visitantes todo o processo de fabrico deste mesmo queijo reconhecido e apreciado a nível internacional, sendo que embora muito ligado a todas as tradições inerentes a este processo, alia esta vertente tradicional à modernidade, transmitindo aos visitantes uma experiência sensorial única durante a visita. A utilização de recursos multimédia (projecção 2D e 3D), assim como de diversos jogos didáticos e interativos, dá este lado mais moderno e atual à tradição do Queijo da Serra, criando a harmonia perfeita entre o passado e o presente relacionado com este produto típico da nossa região.

Conhecendo todo o processo de fabrico, visitando este museu terá a oportunidade de ver todas as técnicas e utensílios que foram sendo utilizados ao longo dos tempos na sua confeção, assim como as caraterísticas dos vários tipos de queijo produzidos na região, incluindo o queijo de ovelha Kosher (produzido mesmo na freguesia de Peraboa), sendo que este é especificamente produzido segundo os preceitos da cultura e da religião judaica. Este aspeto assume ainda mais relevância, pelo facto da nossa região (principalmente Belmonte) ter tido uma forte influência judaica ao longo do tempo, sendo também esta outra forma de fazer com esta ligação perdure no tempo e se perpetue para sempre nos conhecimentos que se vão passando de geração em geração, tendo portanto também um elevado valor histórico. A visita inclui sempre a possibilidade de provar pratos confecionados utilizando esta iguaria e outras da região, servindo também este museu para divugar e promover a gastronomia local.

Já está com água na boca? Pois fique sabendo que o museu está aberto de terça-feira a domingo entre as 10h30 e as 12h30 e entre as 14h30 e as 17h30, com excepção de quinta à tarde em que está encerrado. Visite e perca-se na história de alguns dos sabores mais tradicionais da nossa região.

 

 

 

- 19 Nov, 2019
- Fernando Gil Teixeira