Fundadores: Vitor Aleixo e Ricardo Tavares
Diretor: Vitor Aleixo
Chefe Redação: Ricardo Tavares
Ano: VII
Nº: 400

Guerreiros da Sertã já estão nos oitavos! Voltar

TAÇA DE PORTUGAL: Histórica! Não há outra forma de descrever a vitória do Sertanense diante do líder da 2ª Liga, o Farense, nos 16-avos da Taça de Portugal, a jogar, imagine-se bem, com menos 3 jogadores! 8 homens venceram 11, num jogo em que o David deu uma lição e tanto ao Golias!

Dificilmente poderia haver jogo mais poético do que este e dificilmente o haverá até ao final da competição. O Sertanense entrou neste jogo para a história da Taça de Portugal, ao despachar uma equipa do Farense que subestimou e muito os beirões, acabando por ser surpreendida e de que maneira. O Sertanense venceu por 2-1 no prolongamento e está nos oitavos-de-final, num dia inesquecível para a cidade e para a região.

O jogo até não começou da melhor forma para os homens da Sertã, que viram o Farense assumir o jogo de forma natural e criar muitas ocasiões de golo e de perigo. Tantas oportunidades criaram que à passagem da meia-hora acabaram mesmo por se adiantar no marcador. Fabrício Simões foi o autor do golo, numa jogada que começa com um desequilíbrio de grande qualidade criado por Gauld. O ex-sportinguista arrancou, driblou bem sobre os adversários e fez um passe de morte que deixou dois colegas num dois para um que finalizaram com eficácia e frieza. Até ao intervalo o resultado não mais se alterou.

No segundo tempo, balde de água fria para os homens da casa. Aos 51 minutos, por acumulação de amarelos, Sana Gomes viu ordem de expulsão, deixando a equipa reduzida a 10 unidades. O Farense estranhamente optou por não carregar para matar o jogo e geriu muito a posse de bola de forma passiva e sem criar oportunidades de dilatar o marcador. O Sertanense ia fazendo pela vida mas as coisas complicaram-se novamente quando Ká Semedo também acabou expulso, novamente por acumulação de amarelos, os dois levados no mesmo minuto. Parecia impossível a missão do Sertanense, a perder e a jogar com menos duas unidades. Mas aconteceu poesia. Poesia daquela que só acontece a quem faz por merecer ser bafejado pela sorte. Marquinhos, recém-entrado na partida, teve um último fôlego e consegui fazer o empate aos 89 minutos. Ainda antes do apito final, mais uma decisão que levanta muitas dúvidas, com Doukoure a ser expulso com vermelho directo, num lance que não justifica de forma nenhuma a dureza da decisão. O treinador José Bizarro também acabou expulso por protestos a esta decisão. O jogo seguiu para prolongamento e parecia morto à partida. O Sertanense defrontava o líder da Segunda Liga com menos três unidades. E então… Duarte Coelho. O jovem central da equipa da Sertã apareceu num canto a rematar para a baliza, a bola desviou em Rafael Vieira e entrou na baliza adversária, fazendo o 2-1 final aos 93 minutos, sendo que até final o Farense com 11 nada conseguiu fazer para responder a este golo.

E assim se fez história. 8 guerreiros venceram 11 jogadores de futebol de Segunda Liga e estão nos oitavos-de-final da Taça de Portugal. Cumpriu-se a profecia!

 

Homem de jogo: Tito Junior

Foi preciso muito coração e querer para conseguir este feito, e muita dessa vontade partiu do capitão Tito Junior. Combativo, assumiu a responsabilidade e soube sempre o que fazer à bola. O jogo passou sempre por ele e foi jogado no tempo dele. Um homem talhado para os grandes momentos.

- 26 Nov, 2019
- Fernando Gil Teixeira